Bruno Fratus inspira Murilo Sartori no Centro de Treinamento Time Brasil

Medalhista no último Mundial Júnior, Murilo Sartori recebe conselhos do ídolo para assegurar uma vaga em Tóquio 2020

Foto: Rafael Bello/COB
07/02/2020 0 45

(Rio de Janeiro, 7 de fevereiro de 2020) O presente e o futuro da natação brasileira se encontraram nesta semana no Parque Aquático Maria Lenk, Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro. Entre braçadas nas raias da piscina olímpica do Maria Lenk, sessões de academia, fisioterapia e avaliações no Laboratório Olímpico, Bruno Fratus e Murilo Satori trocaram experiências e elogios. A interação entre os atletas já vem de longa data e se estreitou neste período em que ambos utilizaram a estrutura oferecida pelo Comitê Olímpico do Brasil.  


A ascensão de Murilo Sartori vem chamando a atenção. Após conquistar a medalha de bronze nos 200m livre do Campeonato Mundial Júnior do ano passado, em Budapeste, e ficar a alguns centésimos da vaga no revezamento 4x200m livre dos Jogos Pan-americanos de Lima, Sartori passou a enxergar a vaga no Time Brasil em Tóquio como uma realidade. 


A princípio, o jovem de 17 anos, mirava o revezamento, mas depois de uma conversa com Fratus no CT do COB, seu objetivo mudou. “O Bruno sempre me faz acreditar em mim. Tivemos uma conversa na terça-feira (dia 4) e ele disse: por que você está pensando tão pequeno? Pense grande. Se você quiser, estará nos Jogos Olímpicos, e eu não falo de revezamento, mas do individual”, revela Sartori. “Para mim, é incrível estar com ele e vê-lo treinando alguns dias. Ele é um líder nato, tem espírito de liderança e uma grande coragem. É um cara que sempre me inspirou e tudo que faço penso nele, em ser igual a ele”, ressalta Murilo.


Para Bruno, a experiência de quase dez anos na Seleção Brasileira, com inúmeras medalhas na carreira, traz para si a responsabilidade de inspirar os mais jovens. “Tento ter uma certa proximidade com todos os atletas que mostram vontade de evoluir no esporte. Estou na seleção brasileira há uns dez anos e tenho como responsabilidade estimular os mais novos a se desenvolverem. Já tenho consistência e algumas conquistas, que me dão lastro para falar com essa molecada, mostrar os caminhos a serem seguidos. Procuro encorajar os atletas mais novos, que às vezes não têm autoconfiança, ou um jogo mental sólido. Quanto antes eles cresçam, fisicamente e mentalmente, é melhor”, observa o especialista nos 50m livre. 


Desde que começou a despontar, Bruno sempre elogiou os feitos de Sartori nas redes sociais. E durante a semana, no CT do COB, fez questão de registrar o encontro com a promessa da natação nacional. “Isso é muito legal para mim, sinal de que estou sendo reconhecido por um dos maiores velocistas da história da natação brasileira”, celebra Murilo, que revela uma conexão de longa data entre os dois. “Eu e o Bruno temos uma história legal. Ele foi a uma competição regional perto da minha cidade, em 2011, e muita gente queria a touca dele, mas ele a deu para mim. Depois, fez uma aposta comigo para que eu usasse a touca num campeonato na semana seguinte, que eu acabei ganhando. Ele é um cara que sempre tive como espelho”, considera Murilo.


A interação entre atletas é umas das marcas do CT Time Brasil. Somente em janeiro desse ano, quase 300 atletas de 20 modalidades passaram pela instalação administrada pelo COB. "O Centro de Treinamento Time Brasil é a casa, não só da natação brasileira, mas de todo o esporte brasileiro. Tem toda essa estrutura aqui, com dezenas de profissionais que trabalham pelo resultado e para que a gente tenha condições de se desenvolver. No fim das contas, todo mundo é Time Brasil. Temos exemplos de superação, da mais alta performance, em qualquer canto que você vá aqui. É a busca pela excelência. Temos os aros olímpicos e o emblema do Time Brasil na estrutura inteira. Como não buscar a excelência? Para mim, isso está intrínseco à atmosfera do lugar”, destacou Fratus.