Brasil conquista 137 medalhas e título geral do Sul-Americano Juvenil de Esportes Aquáticos

Competição encerrada no último sábado teve o Brasil no topo em quatro, das cinco modalidades aquáticas

Brasil conquista 137 medalhas e título geral do Sul-Americano Juvenil de Esportes Aquáticos
16/11/2021 0 102

(Rio de Janeiro, 16 de novembro de 2021) O Brasil terminou o Campeonato Sul-Americano Juvenil de Esportes Aquáticos com marcas históricas. A competição, realizada nas duas últimas semanas, em Lima, no Peru, terminou com título brasileiro em quatro, das cinco modalidades aquáticas disputadas com atletas de 14 a 18 anos.


“Os resultados dos atletas brasileiros mostram que os esportes aquáticos do Brasil estão no caminho certo. A categoria de base tem toda a nossa atenção e empenho para que esses atletas se desenvolvam da melhor forma e possam, no futuro, disputar uma edição de Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos e Campeonatos Mundiais”, disse o presidente da CBDA, Luiz Fernando Coelho, que acompanhou a delegação brasileira em Lima.


“A nossa parceria com o Comitê Olímpico do Brasil foi fundamental para que obtivéssemos esse êxito em Lima. Os colaboradores do COB foram incansáveis para que as hospedagens, passagens aéreas, alimentação e tudo que envolve a viagem desse certo e nossos atletas e treinadores se preocupassem apenas com o desempenho dentro da água”, completou o presidente da CBDA.


A Natação foi o esporte que mais distribuiu medalhas em Lima. O Brasil conquistou 92, sendo 51 de ouro, 22 de prata e 19 de bronze. Além das conquistas no geral, Stephanie Balduccini e Samuel Lopes foram premiados como melhores atletas da competição.



No Polo Aquático, duas campanhas irretocáveis do Brasil. Tanto a seleção feminina, quanto a masculina foram campeãs sem perder nenhuma partida durante todo o Campeonato Sul-Americano Juvenil de Esportes Aquáticos. Destaque individual para Sophia Freitas, melhor goleira entre as mulheres, Diogo Checchinato, melhor goleiro entre os homens, e Frederico Carsalade, melhor jogador entre os homens.



Nas Águas Abertas, show do Brasil com direito a melhor campanha da história. Foram cinco medalhas de ouro e três de prata. Cibelle Jungblut e Luiz Felipe Loureiro foram eleitos os melhores atletas da competição.



O Nado Artístico também mostrou domínio na América do Sul. Foram sete medalhas de ouro conquistadas e três de prata. O Brasil esteve no pódio em todas as provas que disputou na modalidade no Sul-Americano Juvenil.



O Saltos Ornamentais foi o segundo esporte a distribuir mais medalhas. O Brasil conquistou, ao todo 25, sendo seis de ouro, dez de prata e nove de bronze. A seleção brasileira foi vice-campeã geral da competição nos Saltos Ornamentais.



Publicado pela Plataforma SGE da Bigmidia - Gestão Esportiva com Tecnologia

A Plataforma SGE é um Sistema de Gestão Esportiva desenvolvido para Confederações e Federações Esportivas. Saiba tudo sobre o funcionamento de um sistema de gestão esportiva e conheça melhor o SGE!